Gil do Vigor explode de raiva e exige fim das comparações entre Beatriz Reis e ele

Publicidade

 

O economista e ex-participante do reality show Big Brother Brasil 2021 Gilberto Nogueira, conhecido como Gil do Vigor, recorreu aos seus perfis nas redes sociais para rebater um comentário no qual era comparado com a sister Beatriz Reis, que está confinada nesta temporada do mesmo programa da Rede Globo. Na manifestação, o influenciador digital deixou clara sua insatisfação diante das comparações. Além disso, partiu em defesa da participante, a qual tem sido constantemente acusada de forçar a barra dentro do confinamento do programa.

No desabafo, Gil do Vigor afirmou que as pessoas que torceram por ele durante sua passagem pelo Big Brother Brasil não estão obrigadas a igualmente torcer por Beatriz Reis nesta temporada do programa. Segundo ele, cada participante tem sua própria trajetória e sua própria história, afastando qualquer tipo de comparação entre competidores que estão dentro do jogo e pessoas que já passaram pela atração da emissora carioca.

Gil do Vigor defende personalidade de Beatriz Reis

Publicidade

Em outro momento do desabafo, o economista opinou no sentido de que Beatriz Reis não está forçando a barra, ao contrário dos comentários neste sentido que andam circulando pelas redes sociais. Segundo ele, a maneira como a mulher se comporta dentro da casa mais vigiada do Brasil aparenta ser de fato o seu jeito de ser.

Gil do Vigor exige fim das perseguições contra si

Na sequência de seu desabafo, o influenciador digital exigiu que os internautas parem de persegui-lo. Algumas das críticas mais incisivas diziam respeito às recordações dos instantes em que o economista estaria embriagado dentro do programa e supostamente forçando a barra em uma espécie de personagem que não necessariamente representaria a sua personalidade verdadeira.

Publicidade

Em resposta contra essas acusações, Gil do Vigor garantiu que sua embriaguez em pontos específicos de sua passagem pelo Big Brother Brasil 2021 era verdadeira. Em sua defesa, ele mencionou as constantes idas para o Paredão, o que o levava a perder a linha nas doses de bebidas durante as festas que rolavam dentro do confinamento.

 

Publicidade