Aguarde, carregando vaga

Filho de Cid Moreira acusa o pai de abusos; defesa do jornalista diz que acusador tem objetivos financeiros

Publicidade

 

Publicidade

Cid Moreira pode enfrentar sérios problemas judiciais. Isso após, de acordo com Leo Dias, o filho adotivo do jornalista tê-lo acusado de violação sexual. Os crimes teriam tido início quando o menino tinha 14 anos.

O jornalista Leo Dias chegou a ter acesso ao processo movido pelo rapaz contra o ex-contratado da Globo. Segundo matéria do colunista, Roger afirma à Justiça que os crimes teriam começado em meados de outubro de 1990, durando cerca de 19 anos. Além disso, também chama a atenção a quantidade de abusos relatados pelo filho do jornalista, já que o número chega muito próximo de 2000 casos.

De acordo com o defensor jurídico de Roger, Cid teria mantido o próprio filho refém de supostos abusos sexuais. Vale destacar que o rapaz também participou da vida profissional do pai, atuando como produtor de imagem e de som enquanto o veterano ainda trabalhava na TV.

Como os supostos crimes tiveram início?

Conforme relato de Roger, a primeira vez que foi abusado pelo pai foi durante um final de semana na casa do jornalista. Na ocasião, ainda menino, Roger estava na companhia da tia, que era esposa do veterano.

Publicidade

Depois disso, segundo o acusador, as investidas do jornalista não cessaram mais, e Cid o convidou para se junta a sua equipe profissional.

Cid Moreira se pronuncia sobre grave acusação do filho

Após a repercussão das acusações de Roger contra Cid Moreira, o ex-contratado da Globo se pronunciou por meio de um comunicado oficial, nesta terça-feira (6). Em nota, a assessoria do jornalista relembrou outras acusações já feitas por Roger contra o pai, além de afirmar que ele teria objetivos financeiros com tais acusações.

 

Publicidade