Capital alocado em protocolos DeFi da Tron (TRX) cresce 40% após lançamento de stablecoin baseada no UST da Terra (LUNA)

Publicidade


Lançada em 2 de maio, o USDD é uma stablecoin algorítmica cujo mecanismo de manutenção da paridade com o dólar é similar ao do TerraUSD (UST) sob a promessa de oferecer rendimentos fixos – e supostamente “livres de risco” – de 30% ao ano. O UST oferecia rendimentos em torno de 20% sobre depósitos da stablecoin no Anchor Protocol (ANC) – e foi justamente essa demanda artificial criada por uma taxa de juros insustentável que acabou condenando todo o ecossistema Terra (LUNA) à falência.

Mesmo assim, o lançamento do USDD tem impulsionado o crescimento do ecossistema DeFi (finanças descentralizadas) na Tron (TRX), fazendo com que a rede de contratos inteligentes ocupe parte do vácuo deixado pela Terra.

Publicidade

Enquanto o setor DeFi assistiu a uma fuga de capital da ordem de mais de US$ 100 bilhões pós-colapso do Terra, a Tron registrou um crescimento de 40% do valor total bloqueado (TVL) em sua rede após o lançamento da nova stablecoin, de acordo com informações da plataforma de monitoramento de dados DeFi Llama.

No início de maio o valor total bloqueado na Tron somava US$ 4 bilhões e agora já chega a US$ 5,8 bilhões. Esse crescimento concede à Tron a quarta posição no ranking de valor total bloqueado em protocolos DeFi, à frente de redes como Solana (SOL), Polygon (MATIC) e Fantom (FTM), todas elas reconhecidas por seus ecossistemas ativos de finanças descentralizadas.

Publicidade

Por sua vez, em menos de um mês o USDD registrou um crescimento constante de sua capitalização de mercado, que já chega a US$ 545 milhões, de acordo com dados do CoinGecko.

Capitalização de mercado do USDD desde o seu lançamento em 2 de maio. Fonte: CoinGecko

Semelhanças com a Terra (LUNA)

De acordo com seu whitepaper, o USDD foi projetado para ser uma “criptomoeda emitida pela TRON DAO Reserve com um preço estável” de US$ 1, com um “mecanismo de incentivo embutido e uma política monetária responsiva”.

Ainda segundo o documento oficial do USDD, esse mecanismo supostamente permite que o ativo “se autoestabilize contra quaisquer flutuações de preço”. A semelhança entre o USDD e o UST não se trata de mera coincidência. O modelo de estabilização de preços do USDD foi deliberadamente baseado no da stablecoin algorítmica da Terra. Quando o USDD é negociado abaixo de US$ 1, as entidades do mercado podem realizar operações de arbitragem, queimando-o em troca de US$ 1 em TRX, o token nativo da TRON.

Por outro lado, quando o USDD é negociado acima de US$ 1, os arbitradores podem trocar US$ 1 em TRX por 1 USDD, emitindo novos USDDs no processo e incrementando sua oferta. Assim como deveria ter ocorrido com o UST, esse mecanismo garantiria a estabilização do preço do USDD, fazendo com que ele retorne ao preço alvo de US$ 1.

No entanto, as semelhanças não param por aí. Assim como a Luna Foundation Guard (LFG), entidade responsável pela administração do ecossistema Terra, projetou a criação de um fundo de reserva em Bitcoin (BTC) para garantir a estabilidade do UST, a Fundação TRON criou a TRON DAO Reserve com objetivo idêntico: acumular US$ 10 bilhões em reservas para garantir a estabilidade do USDD.

O anúncio foi feito por Justin Sun, fundador da Tron, em uma publicação no Twitter dias antes do lançamento da stablecoin. Na mesma publicação, ele garante aos detentores do USDD o pagamento de juros anuais de 30% “livres de risco”.

A @usddnetwork fornecerá serviço de custódia para US$ 10 bilhões em ativos altamente líquidos captados através de investidores da indústria de blockchain e os utilizará como um fundo de reserva durante seu estágio inicial de implementação.

A @trondaoreserve definirá sua taxa básica de juros livre de risco em 30% ao ano #USDD #TRONDAOReserve

— H.E. Justin Sun (@justinsuntron)

Por ironia do destino (ou não), a personalidade autocentrada e arrogante de Sun favorece uma associação óbvia entre ele e Do Kwon, o CEO e fundador do Terraform Labs que desprezou seus críticos mesmo quando o colapso da Terra já estava em andamento

Assim como no caso do UST, Sun não explicou como manter a sustentabilidade do protocolo mantendo uma taxa de juros anual de tal magnitude. De qualquer forma, a recente expansão do ecossistema DeFi da TRON sugere que o mecanismo de incentivo está funcionando. A maior parte do suprimento de USDD em circulação está bloqueada em diversos protocolos DeFi na rede da TRON.

Enquanto isso, a TRON DAO Reserve não assumiu os riscos associados à sua nova stablecoin algorítmica, mesmo depois do colapso do UST. A espiral da morte da moeda que lhe serviu de inspiração resultou na pulverização de US$ 40 bilhões e causou prejuízos ainda não totalmente contabilizados a inúmeros investidores, tanto institucionais quanto do varejo.

No colapso do ecossistema da Terra, assim que o UST começou a perder sua indexação ao dólar, o mecanismo de estabilização da paridade com o dólar fez com que a stablecoin rapidamente ultrapassasse o valor de mercado do LUNA, em um claro sinal de  que a espiral da morte estava em andamento.

Se o USDD continuar crescendo no ritmo atual, sua capitalização de mercado poderá superar a do TRX, que atualmente é de US$ 7,9 bilhões. Caso isso aconteça, o mercado já sabe qual será o final dessa história.

De qualquer forma, o lançamento do USDD contribuiu para a valorização de 28% do TRX em semanas em que as principais criptomoedas do mercado registraram perdas constantes. Quando a stablecoin foi lançada em 2 de maio, o token estava cotado a US$ 0,065. No início da tarde desta quarta-feira, está valendo US$ 0,083, de acordo com dados do CoinGecko.

O período também foi marcado pela ascensão da Tron no ranking de criptomoedas por capitalização de mercado. Agora, o projeto ocupa a 14ª posição, tendo deixado para trás alguns dos destaques do último ciclo de alta, como a Avalanche (AVAX) e o cripto meme Shiba Inu (SHIB).

Apesar do sucesso inaugural do USDD, as semelhanças com o UST são grandes demais para serem ignoradas. Ainda mais considerando-se que o futuro das stablecoins algorítmicas pode estar definitivamente comprometido após o fracasso da Terra, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil recentemente.

LEIA MAIS





Publicidade