Índia proíbe 59 apps, após conflito com a China, incluindo TikTok

Publicidade

A alegação do governo indiano é que os aplicativos ameaçam a segurança do país.

No dia 29, por questões de segurança, a Índia decidiu proibir o acesso a 59 aplicativos de smartphones, a maioria dos quais de origem chinesa, incluindo o TikTok, o navegador UC do Alibaba e o WeChat da Tencent.

O Ministério de Tecnologia da Informação disse que esses aplicativos “prejudicam a soberania, integridade e defesa nacional, segurança nacional e ordem pública da Índia”.

Publicidade

A proibição surge após um conflito na fronteira entre os dois países no início de junho, no qual 20 militares indianos morreram.

Publicidade